"Alguns sentimentos, experiências, fatos marcantes, pessoas, amizades, conquistas, sons, versos, poemas, imagens, lugares, idéias, ideais, sonhos, paixões, anseios, fôlego... tudo isso transformado em palavra."
[Importante] Caro leitor, sinta-se a vontade em divulgar os textos aqui postados, referenciá-los e etc, só não se esqueça de mencionar a fonte, o autor e o link para o blog. Todos os textos são registrados. Obrigado!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

As perguntas de Deus

Leia I Reis 19:9-11

O nosso Deus costuma fazer perguntas. Ele mesmo têm todas as respostas, mas ainda assim, lança-nos Suas perguntas!

Como Deus não faz nada sem ter um propósito, suas perguntas mexem com as nossas estruturas! Fazem-nos pensar, refletir e se arrepender. As perguntas de Deus, quando entendidas, absorvidas em sua totalidade, promovem mudança de vida!

“Onde está você?” [Gn 3:9b] – O Senhor sabia onde Adão e Eva estavam, pois se escondiam da Sua face. Haviam pecado, desobedecendo a Deus. Hoje o Senhor também faz essa mesma pergunta a nós, e se estamos em lugares que O desagradam, devemos nos arrepender e voltar.

“A quem enviarei?” [Isaías 6:8] – O Senhor queria que alguém se dispusesse e fizesse a obra, então Isaías respondeu: “Eis-me aqui!” Com essa pergunta o Senhor quer nos despertar para fazer algo em Seu nome; se Ele nos chama, com certeza nos capacitará!

[Na próxima “pergunta-de-Deus”, irei me estender mais, pois já me deparei com ela em alguns quarteirões da minha vida.]

“O que você está fazendo aqui?” [I Reis 19:9b] – Elias, assim como nós, não consultou ao Senhor sobre o que deveria fazer. Ficar onde estava ou fugir, pois ele foi afrontado por Jezabel e poderia perder a vida.

Mas o Senhor “aproveitou” a situação e confrontou Elias com uma pergunta: “O que você está fazendo aqui, Elias?” Elias já havia passado pelo deserto, onde o Senhor o alimentou e falou com ele. Agora se encontrava numa caverna. Elias ouve a pergunta e responde: “Tenho sido muito zeloso pelo Senhor... sou o único profeta que sobrou e agora querem matar-me”.

Nós, às vezes, também achamos que somos os “únicos” a sofrer, os “únicos” a chorar uma dor, os “únicos” em muitas coisas. Nos enganamos. Não somos os únicos; o Senhor tem servos e servas tementes a Ele, em lugares onde menos imaginamos, passando por situações muito mais dolorosas do que as nossas.

“O que você está fazendo aqui?”, perguntou o Senhor a Elias. “Você não deveria estar aqui, Elias. Você fugiu da minha Presença”, o Senhor poderia ter falado, mas preferiu insistir na pergunta. No versículo 11, o Senhor diz: “Saia da caverna e fique no monte, na presença do Senhor, pois o Senhor vai passar”. Pronto, agora começa o tratamento.

O Senhor permitiu todas essas circunstâncias para que Elias chegasse até a Sua Presença e fosse tratado.

O Senhor também têm nos questionado a mesma coisa: “O que você está fazendo aqui? Não deverias estar no Monte da minha Presença?” Estamos andando por tantos lugares que o Senhor não mandou que andássemos. Estamos enfrentando batalhas que não são nossas. Estamos falando coisas que o Senhor não mandou que falássemos.

Andando por caminhos que o Senhor não aprovou, o nosso fim é na caverna, até que o Senhor nos mande sair para entrar na Sua Presença!

Oh, que dia glorioso!